Pratos X calorias – dicas de receitas

Calorias X Receitas

Conhece alguém que tenha começado uma dieta para emagrecer em dezembro? Sim, existem pessoas com esse nível de disciplina, mas no mês do peru e panetone, controlar a ingestão de calorias requer um tanto a mais de força de vontade.

Certamente que encontramos todas as opções comuns nessa época o ano todo em supermercados ou lojas especializadas, mas parece que ficam melhores durante o Natal e o Réveillon. Seja pelo clima de confraternização ou pela expectativa para o fim do ano, panetone bom é em dezembro!

Mas aí, vem aquele peso na consciência: “eu precisava ter comido como se não houvesse amanhã?” Não.

Para evitar a ressaca calórica, reunimos aqui informações sobre calorias de alimentos comuns em ceias. Dessa forma, você pode fazer um controle para não cometer exageros. Mais adiante, selecionamos dicas de receitas caso você se empenhe em experimentar outros ingredientes e combinações. Afinal, a criatividade pode ser uma fiel amiga do paladar e da balança!

 

Tabela de calorias 

Carnes

Peru de natal – 150 cal (1 fatia de 100 gramas)

Tender – 140 cal (1 fatia de 100 gramas)

Chester – 110 cal (1 fatia de 100g sem molho)

Lombinho – 217 cal (1 fatia assada de 120g sem molho)

Pernil – 250 cal (1 fatia de 100 gramas)

Bacalhau – 120 cal (1 colher de sopa)

 

Acompanhamentos

Salpicão – 80 cal (1 colher de sopa)

Salada de grão de bico – 82 cal (3 colheres de sopa – 50g)

Arroz à grega – 105 cal (3 colheres de sopa – 50g)

Lentilhas – 63 cal (3 colheres de sopa – 50g)

Farofa de bacon – 160 cal (1 colher sopa)

Farofa de castanhas – 194 cal (3 colheres de sopa – 50g)

Nozes – 120 cal (1 colher de sopa)

Mix de castanhas e frutas secas – 114 cal (2 colheres de sobremesa – 25g)

 

Sobremesa

Rabanada – 230 cal (1 unidade)

Bolo de frutas – 88 cal (1 fatia)

Panetone – 280 cal (1 fatia)

Chocotone – 330 cal (1 fatia)

Bolo de nozes – 514 cal (1 fatia de 100g)

Rocambole de chocolate – 306 cal (1 fatia de 100g)

Pudim de leite condensado – 174 cal (1 fatia de 100g)

Pavê de chocolate – 280 cal (1 fatia de 100g)

 

Bebidas alcoólicas

Champanhe – 80 cal (taça de 125 ml)

Vinho tinto/branco doce – 210 cal (150 ml)

Vinho tinto/branco seco – 130 cal (150 ml)

Cerveja – 150 cal (lata de 355 ml)

Chopp – 1340 cal (tulipa de 300 ml)

Cerveja light ou sem álcool – 80 cal (300 ml)

Saquê – 130 calorias (100 ml)

Uísque – 120 cal (50 ml)

Vodka – 120 cal (50 ml)

Caipirinha com açúcar – 250 cal (100 ml)

Caipirinha com adoçante – 170 cal (100 ml)

Batida com leite condensado – 350 cal (200 ml)

 

Guia de Nutrição: informações e muitas dicas para alimentar-se bem!

 

Como tornar os pratos mais leves

As ceias contemplam, geralmente, receitas tradicionais e geralmente ricas em gordura, açúcar e carboidrato. No entanto, com pequenas adaptações, é possível deixá-los mais saudáveis, sem comprometer o sabor.

 

Bebidas

A tabela acima é um ótimo indicativo para a escolha mais adequada. Porém, sempre que possível, opte por suco de fruta natural e, na hora do brinde, escolha espumante ou vinho. Uma taça de vinho poderá fazer, inclusive, bem ao seu coração.

 

Carne

Além do sabor, é importante escolher os tipos de proteína e gordura. Muitas pessoas preferem, por exemplo, retirar a pele do peru na hora de levar ao forno. Certamente, ela deixa a carne mais tenra, no entanto, também mais gordurosa.

 

Chester: tipo especial de frango modificado geneticamente (desenvolvido para ter mais peito e coxa – cerca de 70 % do peso total). Possui teor de proteínas menor em relação a outras aves. Porém, possui teor de colesterol e gorduras totais maior que do frango e peru. 

 

Tender: é um tipo de presunto com sabor e aroma bem marcantes, mas com muitos aditivos químicos. Quantidade proteica muito inferior às carnes de aves. 

 

Peru: teor de proteínas adequado para consumo e valor inferior de colesterol por porção, se comparado a outras aves. Também apresenta menor teor de gorduras totais (lipídios) inclusive quando comparado a outras carnes de aves.

 

Bacalhau: fonte de proteína, pobre em gorduras e calorias. O componente funcional do peixe é o ácido graxo ômega-3, que ajuda no controle de triglicerídeos, pressão arterial, mecanismos de coagulação e ritmo cardíaco, agindo também na prevenção de câncer de intestino e na redução da incidência de aterosclerose. 

 

Castanhas

Elas não podem faltar! Um jeito de não comer dezenas de nozes, castanha do Pará, avelãs e amêndoas é cortá-las e adicioná-las no arroz, na farofa, na salada, em volta do salpicão ou da sobremesa. Servir castanhas como um tira-gosto é certeza de consumir, só aí, centenas de calorias. São ricas em selênio. Combatem o envelhecimento precoce e aceleram o processo de cicatrização da pele. Amêndoas, castanha de caju e macadâmia, por exemplo, também são ricas em zinco, mineral que regula a produção excessiva de sebo, problema habitual em pessoas com tendência à acne. Porém, pessoas sensíveis à arginina podem ter o efeito contrário.

 

Farofa

Sabe aquela farofa crocante, amanteigada, com gostinho de bacon? Então, esqueça. Que tal uma opção que leve vegetais ralados (cenoura, abobrinha e couve, por exemplo), azeitonas picadas, um fio de azeite de oliva e, se for do gosto dos convidados, um punhado pequeno de frutas secas e castanhas picadas. Compense no tempero: alho, cebola e demais condimentos.

 

Molhos e patês

Use iogurte no lugar do creme de leite para deixar os molhos mais cremosos. A ricota bem temperada, também com um pouquinho de iogurte, é ótima para servir com torradas. Nesse tempero pode ter pimentão, salsinha, cebolinha, azeitona, alho, tomate seco, manjericão, orégano… E opções para antepastos saborosos: abobrinha, pimentão e berinjela. Se possível, evite queijos amarelos, porque são muito gordurosos.

 

  • Frutas secas ou cristalizadas

  • Tradicionais, mas também devem ser consumidas com muita parcimônia. Sempre que possível, opte por frutas frescas. É possível combinar frutas da época, montando uma travessa deliciosa e bastante colorida, atraente aos olhos!

 

Sobremesa 

Reforçando, frutas fresquinhas e maduras são a melhor opção. Quer incrementar com algo mais elaborado? Que tal um creme ou calda para servir com as frutas? Ou transformá-las em picolés? Lembrando que o abacate funciona bem como emulsificante para mousses (mas não esqueça que é bastante calórico). Ah! Já experimentou rabanada de forno? Também são ótimas opões. 

 

Dica para gestantes

O ideal é evitar alimentos com alto teor calórico, como rabanada e panetone, por exemplo.

Ter atenção às quantidades e não exagerar! Aliás, evitar consumir carnes gordurosas, porque podem causar desconforto gástrico.

E nada de bebidas alcoólicas e alimentos crus. 

 

 

 

 

 

 

Leia também: a alimentação correta para o seu bebê.

 

 

Search

+