Primeiros Socorros

Nunca se sabe quando uma emergência pode surgir, por mais cuidado que se tome. Na área de saúde, especialmente infantil, é importante ter conhecimentos básicos para saber como agir se uma situação de urgência ocorrer. Pensando em auxiliar pais e responsáveis, a equipe da Pediatria do Hospital Leforte preparou esse guia para auxiliar nos primeiros-socorros. Na hora da emergência, saber o que fazer pode salvar uma vida!

Antes de atender a vítima

Verifique se o local onde você está é seguro. Atente-se aos perigos iminentes tanto para você quanto para a criança (risco de atropelamento, desabamento, explosão e outros). Caso a criança tenha sido vítima de queda, cuidado redobrado com sua coluna – o ideal é mantê-la imobilizada.

Corte / hematoma

Ao lado, orientações de como agir nessas situações.

Às vezes, um machucado mais grave assusta, principalmente quando tem sangue ou se é na cabeça. O ideal é manter a calma para não assustar ainda mais a criança e também para proceder da melhor forma.

A coordenadora de Treinamentos Assistenciais do Grupo Leforte, Vera Palmeira, ensina como proceder e lembra que, além fazer o socorro imediato, é essencial levar a criança para atendimento em um hospital.

Parada cardiorrepiratória

Aja imediatamente pedindo ajuda e ligando para o 192. O socorro médico deve ser o quanto antes.

Das situações descritas aqui, certamente essa é a mais grave. Quando a criança perde os sentidos por causa de alguma ocorrência (engasgo ou trauma), é primordial agir instantaneamente: respire e tente manter a calma; grite por socorro e peça para ligarem imediatamente para o 192 (SAMU); e proceda conforme orientação no vídeo.

É importante reforçar que a simulação no vídeo serve para a ação de urgência e imediata, mas o socorro médico tem que ser o mais urgente possível.

Engasgo

Saiba como agir se uma criança engasgar.

Nos anos 1980, as mães ficavam de olho quando o filho colocava uma bala Soft na boca. Sabíamos de histórias de crianças que se engasgavam com ela, que era redonda e achatada. Depois, , os fabricantes mudaram o desenho da bala: em formato de esfera, ou seja, com furo no meio. Dessa forma, se a criança engasgasse, ainda conseguiria respirar.

Fato é: engasgos são comuns. Bebês se engasgam facilmente enquanto amam, por exemplo.

A manobra de Heimlich pode ajudar nessa situação, e até mesmo salvar a vida de uma criança.

Queimadura

É importante saber o que fazer e o que não fazer. Veja ao lado.

Muitas coisas podem provocar uma queimadura em criança – de produto inflamável a líquidos muito quentes.

Quanto mais novinha a criança for, mais sensível será a pele. Por isso, tão importante como tentar amenizar a dor é evitar colocar substâncias sobre a queimadura. Em vez de melhorar, pode agravar a lesão.

Sangramento nasal

Nada de desespero. Veja o que fazer no vídeo.

Quem nunca se deparou com uma criança com sangramento no nariz? O sangue já assusta em qualquer parte do corpo, mas quando está em alguma região da cabeça, parece ainda mais grave.

Se acontecer com seu filho, mantenha a calma. Muitas coisas podem provocar esse sangramento, até mesmo o tempo mais seco. Porém, o que jamais deve ser feito: tombar a cabeça da criança para trás. Vera Palmeira explica porque.