Os perigos dos alimentos industrializados para crianças

Os perigos dos alimentos industrializados para crianças

Por Marisa Diniz, nutricionista do Hospital Leforte


Produtos industrializados costumam vir carregados de aditivos químicos, gorduras e açúcar para ficar mais palatáveis e gostosos. Esses tipos de alimentos são os grandes responsáveis pelo excesso de peso na infância, riscos de desenvolver hipertensão e níveis altos de triglicérides.

Outros problemas que podem ser acarretados pelo consumo desses alimentos são gastrite, desnutrição (por carência de vitaminas), anemia ferropriva (falta de ferro) e aumento do colesterol.

É essencial que os pais redobrem a atenção ao que está nos rótulos e embalagens, observando a quantidade de açúcar, sal e gordura, além de corantes, conservantes, aromatizantes, acidulantes e estabilizantes. Estudos mostram que:

  • açúcar é responsável por elevar as taxas de glicose sanguínea e fazer com que ocorram altos picos de insulina*. É um dos principais ingredientes utilizados pela indústria alimentícia.
  • acidulantes podem levar a descalcificação de ossos e dentes
  • conservantes e antioxidantes costumam afetar as funções gastrointestinais e podem causar alergias e aumentar o nível de colesterol no sangue.
  • refinados, especialmente os laticínios industrializados e produtos à base de farinha refinada, elevam a produção de muco aumentando a incidência de gripes, resfriados, sinusites e problemas respiratórios, como bronquite e asma.
  • corantes em excesso e aditivos químicos dificultam a absorção de nutrientes pelo organismo, principalmente o ferro e o cálcio, que são os principais responsáveis pela manutenção de ossos, dentes, contrações musculares e transporte oxigênio.

*A insulina capta o açúcar em excesso no sangue e o armazena em forma de gordura, o resultado disso é o ganho de peso que resulta principalmente em obesidade e diabetes.

A falta desses nutrientes pode resultar em doenças severas como osteoporose e anemia, que podem desencadear fraturas, fraqueza, cansaço, além de dificuldade de concentração e aprendizado.

Os alimentos de baixo valor nutricional que mais prejudicam a saúde das crianças são:

  • Refrigerante – devido ao excesso de açúcar, favorece a obesidade e a perda de cálcio nos ossos.
  • Sucos industrializados – muito açúcar e aditivos alimentares (como corantes), que aumentam as chances de alergia.
  • Embutidos – contribuem para o desenvolvimento da hipertensão arterial e o aparecimento de células cancerígenas.
  • Biscoitos recheados e salgadinhos de pacote contêm alto teor de gordura, aumentando os níveis de colesterol no sangue e os riscos para doenças cardiovasculares e diabetes.

 

Search

+