O cuidado integral de nossas crianças

1 ago 2018 Tireoide

Por Dra. Denise Bedoni


É inegável a grande mudança que vem ocorrendo na organização cotidiana das famílias. Há uma mudança de hábitos e isso tem causado um nítido desequilíbrio na rotina das crianças, que lidam cada vez mais cedo com desorganização do dia a dia.

A cobrança chega antecipada e já nos primeiros anos de vida as crianças estão expostas à pressão social, pois precisam dar conta de uma extensa carga horária de atividades e estudos. Na outra ponta, existem os pais ou responsáveis cansados, com o dia tomado pelo trabalho e outros compromisso. Muitas vezes, por não conseguir dedicar o tempo que gostariam aos filhos, eles acabam carregando um sentimento de culpa.

Para nós, pediatras que acompanhamos o primeiro ciclo de vida, do nascimento à adolescência, lidar com o novo quadro familiar tem se tornado um grande desafio.

Digo isso porque é nossa missão fazer o melhor possível para assegurar equilíbrio e saúde na fase de desenvolvimento, e essas mudanças vêm gerando um novo perfil de criança, cujas alterações físicas e emocionais se fazem cada vez mais presentes, afetando inclusive a imunidade. Tanto que observamos um crescimento no número de casos de alergias e viroses, além de alterações neurológicas e modificações metabólicas. O relógio biológico vem sendo submetido a um desenvolvimento desordenado, com horários de sono e de alimentação confusos e inadequados. Trata-se de uma dinâmica que se consolidada, e traz reflexos negativos em todas as esferas cotidianas da criança.

 

Instruções para os pais

Eu coloco sempre como determinante, mesmo na correria da consulta, que o pediatra se atente a todos esses aspectos e passe à família a importância de assegurar uma base organizada, com horários adequados para a alimentação e o sono. Se a família ouvir e entender que as observações visam saúde e bem-estar da criança, o laço de confiança com o pediatra se estreita, permitindo dar outros passos. Aos poucos, ocorre a melhora clínica da criança.

Porém, embora seja uma abordagem eficiente, é fundamental avançar no atendimento pediátrico e enxergar o desenvolvimento infantil por vários pontos de vista, ou seja, por uma perspectiva multidisciplinar. Pelas razões citadas acima, não é mais possível ao pediatra agir isoladamente.
Esse é o modelo de atendimento que buscamos fortalecer no Leforte Kids, que recentemente ganhou reforço com uma nova unidade, em Santo Amaro. Entendemos também que é necessário preparar os médicos, estimulando a formação completa em Pediatria. Ao dar condição ao pediatra de atuar com mais presença, conseguimos criar uma situação de estabilidade, pois esse profissional fará, no mesmo lugar, a emergência, o ambulatório e a parte de estudo, ou seja, dedicação completa e exclusiva.

E com o apoio da equipe multidisciplinar (psicóloga, fonoaudióloga, nutricionista, terapeuta, fisioterapeuta etc.), haverá discussão de cada caso de forma integral, construindo-se então uma linha de atendimento extremamente eficiente.

Somamos esforços para a assistência infantil completa, e assim, todos ganham: o médico, pela oportunidade de aprimorar conhecimento e de acompanhar com mais envolvimento a evolução dos casos; as crianças e suas famílias, por criar relações de confiança; e a instituição, por consolidar cada vez mais sua excelência no atendimento. A assistência multifrentes já é o diferencial na terapia infantil no mundo todo.

Aliada a essa parte humana, que é característica forte no Grupo Leforte, temos como base tecnologia de ponta, com aparelhos de última geração. O Leforte faz grandes investimentos nessa área, proporcionando diagnósticos e tratamentos completos, em todas as especialidades, inclusive Oncologia Pediátrica e Transplantes.

Ressalto ainda que estamos prestes a realizar a Jornada de Pediatria, e lá discutiremos, além dessas questões, também sobre cuidados paliativos. Há um projeto no Leforte para reforçar nosso atendimento a partir dessa visão mais apurada para o cuidado de crianças com quadros crônicos. Será mais um diferencial do Leforte Kids.

 

 

Dra. Denise Bedoni

Dr. Marcelo Medeiros é Diretor de Relacionamento Institucional da Rede de Hospitais Leforte e médico ortopedista.

 

 


 

Leia mais:

Dr. Tércio Genzini fala sobre a incidência e os fatores de risco do Câncer de Pâncreas

Saúde do coração da mulher

A importância do coração no tratamento do câncer

Search

+