Fibromialgia provoca dor generalizada e até sintomas psiquiátricos

Fibromialgia provoca dor generalizada e até sintomas psiquiátricos

A fibromialgia é uma das doenças causadoras de dor generalizada nos músculos, tendões e ligamentos, apesar de não ser inflamatória. Ela atinge cerca de 2% a 8% da população, mas é mais comum em mulheres com idade entre 30 a 60 anos. Por provocar uma série de sintomas que vão além das dores, a fibromialgia é tratada com profissionais da saúde de várias especialidades.

Para explicar sobre a fibromialgia, o Grupo Leforte entrevistou o Dr. Elton Pereira Rezende. Ele é psiquiatra, membro do Centro de Coluna e Dor do Grupo Leforte, e coordenador científico do Comitê de Hipermobilidade da Sociedade Brasileira do Estudo da Dor – SBED.

 

O que é a fibromialgia?

Dr. Elton Pereira Rezende – A fibromialgia é uma síndrome dolorosa não inflamatória caracterizada por provocar dores em diversas partes do corpo. A fibromialgia é um tipo de dor crônica primária generalizada. Ela pode acompanhar outros sintomas como:

  • Fadiga;
  • Distúrbios cognitivos, como dificuldade de concentração e memória;
  • Cefaleia;
  • Insônia;
  • Síndrome do intestino irritável.

Também há grande associação da fibromialgia com sintomas psiquiátricos, principalmente depressão e ansiedade.

 

Quais são as características da dor que a fibromialgia provoca?

Dr. Elton Pereira Rezende – A característica da fibromialgia é de dor generalizada por mais de três meses, muitas vezes descritas pelos pacientes como exaustiva, insuportável ou angustiante. A dor apresenta irradiação dos pontos principais principalmente para os músculos.

 

Que outros sinais e sintomas a fibromialgia pode provocar?

Dr. Elton Pereira Rezende – A fibromialgia pode apresentar também sintomas de fadiga crônica, sono não reparador com relato de que o paciente acorda mais cansado do que ao deitar e dificuldades cognitivas, como dificuldade de concentração. Sintomas psiquiátricos como depressão e ansiedade também estão presentes, com uma prevalência estimada entre 20 a 30% dos pacientes. Outros sintomas que podem estar presentes são síndrome do intestino irritável, cefaleia, diminuição da libido e dor pélvica crônica.

 

Como é feito o diagnóstico de fibromialgia? Existe algum exame específico para isso?

Dr. Elton Pereira Rezende – Não há um exame específico para o diagnóstico da fibromialgia. Ele é clínico, baseado no histórico médico e sintomas descritos pelos pacientes.

 

Qual é a causa da fibromialgia?

Dr. Elton Pereira Rezende – Não há uma causa definida em relação a fibromialgia. O que se sabe até hoje é que há uma alteração no processamento da dor no sistema nervoso central e, provavelmente, essa é a principal influência para a existência da doença. Há também o fator genético para a manifestação da doença. Uma pessoa com histórico familiar de primeiro grau tem um risco oito vezes maior de desenvolver a fibromialgia do que uma pessoa sem antecedentes familiares.

 

Como é feito o tratamento da fibromialgia, ele envolve profissionais de mais de uma especialidade geralmente? E como é no Grupo Leforte?

Dr. Elton Pereira Rezende – O tratamento da fibromialgia é multidisciplinar com acompanhamento do fisiatra, psiquiatra e neurocirurgião, para descartar outras alterações de origem neurológica. Também é necessário o tratamento psicológico e acompanhamento fisioterápico.

 

O que pode acontecer se o paciente interromper o tratamento da fibromialgia devido a uma situação como o isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19?

Dr. Elton Pereira Rezende – Pode ocorrer piora dos sintomas da fibromialgia. Além disso, o isolamento social provoca um risco maior de desestabilização da saúde mental e, como consequência, uma possível piora da insônia, da fadiga e da dor.

Clique aqui para agendar consulta com o Dr. Elton Pereira Rezende

 

Fonte complementar: 

https://pebmed.com.br/fibromialgia-tudo-o-que-voce-gostaria-de-saber-em-10-passos/

Search

+