ESTOMATITE AFTOSA (AFTAS)

Comumente conhecida como Aftas constitui lesões que se rompem e formam úlceras arredondadas com bordas elevadas bastante dolorosas. São feridas superficiais que causam uma sensação de queimação que prejudica até a fala e a mastigação e duram de 4 a 8 dias. Aparecem nas gengivas, nas bordas internas dos lábios e das bochechas e na ponta da língua.

Causa

Ainda que a causa exata do aparecimento das aftas permaneça desconhecida, notamos que determinadas ações podem favorecê-la, tais como:

– o uso de determinados medicamentos tais como, alguns antiinflamatórios não-esteroidais (AINES), antibióticos,

– descuidos na higiene bucal;

– o abuso de nutrientes aftógenos, tais como o queijo do tipo gruyère, frutas secas, nozes e castanhas, amendoins, amêndoas, chocolate e temperos, assim como alguns conservantes e também o glúten (presente no trigo) podem favorecer o desenvolvimento de aftas;

– carência em ferro;

– irritações na cavidade bucal devido a uma obturação ou dentadura;

– vírus (herpes,…);

– quando mordemos a parte interior da bochecha.

Dicas

– Evite o consumo de alimentos como: chocolates, nozes, amêndoas, temperos, queijos

– Respeite as regras de higiene bucal: escova de dente, fio dental e solução de flúor

– Procure um médico se as aftas aparecerem com freqüência

– Alimente-se com nutrientes ricos em vitamina C e B. Essas vitaminas têm um efeito positivo no tratamento e prevenção das aftas.

Tratamento

O primeiro passo para aliviar o incômodo é fazer higiene bucal com creme dental específico e fazer bochechos com anti-sépticos (recomendados pelo dentista). É também possível amenizar a queimação com medicamentos específicos que contenham anestésicos, antiinflamatórios locais ou antibacterianos. Existe no mercado esses medicamentos em forma de pastilhas, spray bucal e solução bucal, facilitando a aplicação.

 

Search

+