Cuidados na escolha dos vegetais

Cuidados na escolha dos vegetais

Renata Narducci Vieira, nutricionista do Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama


Considerado o maior grupo de alimentos, os vegetais carregam uma imensurável quantidade de benefícios para nossa saúde. São extremamente nutritivos e nos proporcionam uma variedade de vitaminas, minerais e antioxidantes importantes para a nossa saúde e na prevenção de algumas doenças.

Eles são divididos em subgrupos:

  1. Folhas (acelga, alface, agrião) – são os todos os vegetais folhosos, se caracterizam pelos tons variados de verde (que indicam a presença de minerais).
  2. Frutos (tomate, abóbora, abobrinha) – são alimentos que consumimos toda a polpa e, na maioria das vezes, aproveitamos também as suas sementes.
  3. Flores (brócolis, couve-flor, alcachofra) – quando comestíveis possuem formato de uma árvore em miniatura, podendo aproveitar a flor, as folhas e o talo para consumo.
  4. Raízes (beterraba, cenoura, rabanete) – são caracterizadas por serem cultivadas abaixo do solo e seus nutrientes ficam conservados nas raízes do alimento.
  5. Tubérculos (batata, mandioca) – diferenciam-se das raízes por armazenar água e energia no caule.
  6. Caules (palmito, aspargo) – são os “corpos” dos vegetais.

 

vegetais

Mas de nada adianta saber o conceito se não soubermos escolher com cautela o alimento que colocaremos no prato! Por isso, aqui vão algumas dicas no momento da escolha:

  • Escolha sempre os alimentos da estação. Os produtos fora de safra podem conter maior quantidade de agrotóxicos.
  • Dê preferência aos vegetais com a casca lisa, brilhante e sem cicatrizes. Evite comprar vegetais com furos (podem sinalizar a presença de larvas ou insetos), manchas ou indícios de bolor. Se quiser aproveitar o restante do produto, retire cerca de 3 dedos em volta da região embolorada.
  • Nunca compre ou consuma alimentos com aparência duvidosa ou com sujeiras (terra, pedrinhas etc).
  • Evite comprar alimentos já fatiados. Até mesmo uma simples faca, quando indevidamente higienizada, pode ser fonte de contaminação.
  • Procure saber em quanto tempo vai consumir um produto. Não compre uma quantidade excessiva do alimento, pois ele poderá estragar caso não seja consumido imediatamente.
  • Observe a cor e o odor de cada produto. Eventuais alterações podem indicar contaminação.
  • Opte por folhas íntegras, viçosas, limpas, com poucas manchas e sem marcas de que algum inseto esteve por lá.

Esses cuidados básicos podem garantir uma refeição com muito mais qualidade e sabor!

 


Leia mais:

Alimente-se de forma saudável

Intoxicação Alimentar

Search

+