Coronavírus (Covid-19)

Transmissão do Coronavírus – Covid-19

Tire suas dúvidas sobre o que é Covid-19 e sobre o que os especialistas sabem até o momento a respeito da transmissão do Coronavírus.

O Coronavírus é um grande e diversificado grupo de vírus. Eles causam doenças respiratórias que variam de resfriados comuns a infecções graves. Outros vírus dessa família já causaram epidemias no passado, como a Síndrome respiratória aguda grave (SARS), que teve início em 2002.

 

Em dezembro de 2019, foi descoberto um novo tipo de Coronavírus, após casos registrados na China. O vírus recém-descoberto recebeu a nomenclatura SARS-CoV-2, e a doença que ele causa foi batizada de Covid-19

 

Casos da doença estão aumentando em vários países do mundo, inclusive no Brasil. Em março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma pandemia global.

 

Fontes:

Covid-19 é nome oficial da doença causada pelo novo Coronavírus, conforme estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Covid” é uma sigla de Coronavirus disease (doença do Coronavírus). E “19” se refere a 2019, ano em que os primeiros casos foram identificados em Wuhan, na China. 

 

A nomenclatura é importante para que esta nova doença não seja confundida com outras doenças infecciosas e para evitar o uso de nomes que podem levar ao estigma e à discriminação contra pessoas, populações e lugares. 

 

Fonte:

A transmissão do Coronavírus é feita por meio de gotículas de saliva ou muco de uma pessoa com a doença. O contágio acontece quando essas gotículas que transportam o vírus entram no organismo de uma pessoa próxima através dos olhos, nariz e boca. Isso pode ocorrer de variadas formas: 

 

 

  • Pelo ar – gotículas com o vírus são expelidas pela tosse, espirro ou fala; 
  • Por superfícies não higienizadas – essas gotículas podem se depositar em superfícies, como mãos, botões de elevador e corrimãos, com o risco de infectar quem as toca e em seguida leva as mãos ao rosto; 
  • Por contato – o beijo envolve troca de saliva e também pode propagar o vírus, bem como o compartilhamento de talheres, canudos e outros itens.

 

 

A higiene frequente das mãos com água e sabão por 40 a 60 segundos, ou com preparações à base de álcool, como o álcool gel, por 20 a 30 segundos, e outras medidas de prevenção são fundamentais para diminuir o risco de disseminação do Covid-19.

 

Fontes:

Se você teve contato próximo com alguma pessoa com suspeita ou diagnóstico de Coronavírus, fique atento ao aparecimento de febre ou sintomas respiratórios (como tosse e falta de ar). No aparecimento de qualquer sintoma, procure atendimento médico. 

 

Se você reside no mesmo endereço que a pessoa com suspeita ou diagnóstico de Coronavírus, a situação é diferente. O Ministério da Saúde recomenda isolamento domiciliar por 14 dias, tanto para quem tem a suspeita/diagnóstico como para os demais moradores da casa.

 

Fontes:

O período de incubação do Covid-19, que é o tempo decorrido entre o contágio pelo vírus e o surgimento dos primeiros sintomas, pode variar de 1 a 14 dias. Em média, esse intervalo é de 5 dias. 

 

Fonte:

Embora seja mais fácil contrair Coronavírus de alguém que apresente sintomas, portadores do vírus que não desenvolvem sintomas também podem transmitir a doença. É preciso lembrar ainda que, em muitos casos, a pessoa manifesta apenas sintomas leves, principalmente nos estágios iniciais da doença. Portanto, é possível pegar o vírus de alguém que tenha, por exemplo, apenas uma tosse leve.

 

Fonte:

É improvável. O Coronavírus não sobrevive muito tempo em objetos. Cartas ou pacotes vindos de outras regiões geralmente viajam por muitos dias ou semanas até chegar ao destino e, no trajeto, são expostos a condições de temperatura desfavoráveis à sobrevivência do vírus. 

 

Fonte:

Não se sabe ao certo. O Coronavírus pode sobreviver em objetos e superfícies por algumas horas ou até dias, dependendo do tipo de superfície, temperatura e umidade do ambiente, entre outros fatores. Portanto, a higienização de objetos e superfícies com água e sabão, álcool 70% ou água sanitária e a limpeza das mãos estão entre as recomendações para prevenir a doença.

 

Fonte:

A transmissão local ocorre quando é possível identificar a origem da infecção, isso é, quando as equipes de vigilância conseguem rastrear quem passou o vírus a quem. Já na transmissão comunitária, não é mais possível identificar a origem da contaminação, o que indica que há maior disseminação do vírus entre a população.

 

No Brasil, a pandemia de Covid-19 começou de forma local, mas o País já registra casos de transmissão comunitária em diversos estados. 

 

Fontes:

Até o momento, não há evidências de que cachorros, gatos e outros animais domésticos possam contrair ou fazer a transmissão Coronavírus. Mas, como o conhecimento sobre a doença ainda é limitado, é recomendável seguir precauções:

 

 

  • Lave as mãos antes e depois de tocar em animais. Essa orientação é válida não apenas durante a pandemia de Coronavírus, pois os animais podem disseminar outras doenças.

 

 

 

  • Limite o contato próximo com o pet se você tem Covid-19. Evite acariciar e beijar o animal, por exemplo. Se possível, peça a outro membro da sua família que cuide dos seus animais enquanto estiver doente.

 

 

Fonte: