Covid-19: como o isolamento social afeta adultos e idosos - Grupo Leforte

Como o isolamento social imposto pela pandemia de Coronavírus pode afetar adultos e idosos?

Ficar em casa é o melhor a fazer para evitar a transmissão do novo Coronavírus. Atualmente, fazem parte das recomendações sair apenas se for realmente necessário e ficar a pelo menos dois metros de distância de outras pessoas. As medidas de distanciamento e isolamento social, embora necessárias nesse momento, podem ter um impacto negativo na saúde mental e física de todos, sobretudo dos idosos. Mas algumas dicas ajudam a minimizar essas consequências e a preservar o bem-estar durante a pandemia.

 

Quais são as possíveis consequências do isolamento social para a saúde mental e geral?

As incertezas sobre a Covid-19, a mudança na rotina e a redução do contato físico e social com outras pessoas pode causar estresse, ansiedade, depressão, raiva, sobrecarga emocional, sono de má qualidade e até piora da saúde física.

De acordo com Alice Santana, psicóloga? no Hospital e Maternidade Christóvão da Gama (HMCG), do Grupo Leforte, as pessoas podem ser afetadas de diferentes formas por situações de crise. “Determinadas experiências levam a uma invasão de estímulos ao aparelho psíquico que muitas vezes se mostra incapaz de processá-los. A forma com que cada um poderá lidar com tais eventos dependerá de sua própria organização psíquica, ou seja, da posse de recursos internos mais ou menos estruturados”, afirma.

Os idosos são particularmente vulneráveis aos efeitos prejudiciais do isolamento social, uma vez que estão em maior risco para o Coronavírus e já experimentam altas taxas de isolamento social. “Eles podem apresentar maior resistência em aderir ao isolamento social e permanecer dentro de casa, uma vez que a própria condição do envelhecimento impõe muitas limitações em sua autonomia e liberdade, sendo que tolerar mais uma restrição pode configurar-se como algo bastante penoso”, diz a psicóloga.

 

Como cuidar da saúde mental durante o período de isolamento social?

Veja as principais recomendações dos especialistas para amenizar o estresse e a angústia durante o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19:

Contato com amigos e familiares – isolamento não significa cortar relações. Use telefone, mídias sociais, mensagens de texto, bate-papo por vídeo ou outras tecnologias de comunicação para estar próximo das pessoas que são importantes para você. Embora as visitas devam ser evitadas, mantenha contato frequente com seus familiares idosos para verificar se precisam de qualquer ajuda e para que não se sintam tão solitários.
Evite o excesso de notícias – receber uma enxurrada constante de notícias sobre o surto de coronavírus pode causar ansiedade e estresse. Embora seja importante manter-se atualizado, procure ler ou assistir notícias uma ou duas vezes por dia, em horários definidos. E busque informações apenas de fontes confiáveis, pois rumores e boatos alimentam o medo e o alarde.

Tenha uma rotina regular e saudável – além de seguir as recomendações de higiene, como lavar as mãos com frequência, optar por uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e praticar uma rotina regular de sono. Esses hábitos contribuem para a saúde mental e física. Evite recorrer a hábitos prejudiciais para lidar com o estresse, como o uso de cigarro e álcool.

Esteja em atividade – preencha seu tempo dentro de casa com atividades que você gosta, como ler, desenhar e assistir filmes. Você também pode aproveitar para fazer cursos online e aprender coisas novas.

Reserve tempo para relaxar – técnicas de relaxamento, como meditação e ioga, podem ajudar a gerenciar o estresse. Se você trabalha em casa, estabeleça horas de trabalho específicas, fazendo intervalos regulares. E mantenha as coisas em perspectiva, lembrando que este é um período temporário de isolamento para retardar a propagação do Coronavírus.

Procure ajuda profissional, se necessário – alguns psicólogos estão oferecendo atendimento online durante a pandemia. Essa pode ser uma alternativa para quem precisa de ajuda para combater a ansiedade pelo isolamento.

 

Fontes:

https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/mental-health-considerations.pdf?sfvrsn=6d3578af_8

https://www.nap.edu/resource/25663/Social%20Isolation%20and%20Loneliness%20Report%20Highlights.pdf

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/daily-life-coping/managing-stress-anxiety.html?CDC_AA_refVal=https%3A%2F%2Fwww.cdc.gov%2Fcoronavirus%2F2019-ncov%2Fprepare%2Fmanaging-stress-anxiety.html

Search

+