Como cuidar da saúde mental

Como cuidar da saúde mental

Cuide de suas emoções e viva com mais qualidade

Saúde mental tem a ver com equilíbrio das emoções, ou seja, nem muita euforia, nem tristeza por muito tempo. Claro, é normal nosso estado de humor variar com as situações cotidianas, entretanto, é preciso voltar ao eixo.

Sabe aquele ditado “Se a cabeça não pensa o corpo padece”? E como é a cabeça que toma conta de todos os nossos sentimentos, cuidar dela é fundamental.

Listamos aqui cuidados que você pode tomar para ter mais equilíbrio das emoções.

Pesquise, leia e fique por dentro de conteúdos de saúde mental. Mas antes de investir tempo na leitura, busque referências para não cair em livros que mais confundem que ajudam.

Comece algo que tenha importância. Pode ser até mesmo uma série, um livro ou aquela reeducação alimentar que há tempos você anda prometendo. Corpo e mente sempre agradecem.

Cuidado com o que você diz a si mesmo. Não se “ataque” ou se coloque para baixo quando alguma situação não acontecer do jeito que deseja. Seja razoável diante de seus erros. Autocrítica é bom, mas o excesso dela pode ser bastante cruel com você. Lembre-se que todo mundo erra.

 

Durma bem. Tenha boas noites de sono. Desligue o celular ou qualquer outro aparelho eletrônico no seu quarto. Pesquisa da Harvard Medical School comprovou que a luz azul da tela do aparelho pode provocar um desajuste do relógio biológico.

Alimente-se bem. A qualidade do que comemos interfere diretamente na saúde, mesmo a mental. Alguns alimentos, segundo nutricionistas, podem estimular a produção da serotonina, como os ricos em ômega 3. E não é segredo para ninguém: quem come bem, tem mais disposição.

Fique perto de pessoas que te querem bem. Acolhimento e apoio de amigos e familiares são essenciais em momentos difíceis. Fale sobre o que te incomoda e peça ajuda. Afinal, ninguém é de ferro.

Autoestima também precisa de combustível. Faça tudo o que estiver ao seu alcance para se sentir bem. Lembre-se que o amor deve começar por você mesmo(a).

Pratique pelo menos uma atividade física que te faça bem. Com a rotina cada vez mais acelerada, é difícil tirar um tempinho para si. Então, que tal reservar 10 minutos para meditação ou caminhada ou ioga ou dança? As possibilidades são muitas, é só escolher a que mais se encaixa.

Sabia que, para muitas pessoas, colocar sentimentos e pensamentos no papel traz alívio? Se o orçamento está puxado e você não consegue manter ajuda profissional, como sessões de terapia, tente um diário. A gente fica sim mais leve quando coloca para fora o que angustia, mesmo que apenas no papel.

Falando nisso, que tal fazer um diário de planos ou acontecimentos do dia a dia? Dessa forma, a mente consegue organizar melhor os pensamentos e, consequentemente, você enxergará de forma mais organizada o que precisa fazer. E em que ordem isso deve ocorrer.

Sempre coloque música na sua rotina. Faça uma experiência. Ao acordar, coloque uma música que te coloca pra cima, bem daquelas pra cantar no chuveiro. Então, crie uma playlist só canções que você gosta de cantar. Porque sim, música tem poder para melhorar nosso humor.

Da mesma forma, palavras têm poder! Selecione algumas frases positivas e leia quando o desânimo bater.

Redes sociais podem ser incríveis, mas excesso de tempo nelas só prejudica. Tente passar mais tempo fora delas. Notificações, likes e a vontade de saber tudo o que está acontecendo a todo momento pode gerar ansiedade e angústia. Por isso, aproveite mais a companhia da sua família e de seus amigos. Invista mais tempo num bom livro, passeio ou café com os amigos do trabalho… nada substitui o contato.

 

 

E sempre valorize suas conquistas. Cada um tem uma história diferente, com experiências únicas e realizações muito particulares. Todos fazem coisas grandiosas, voe também! Reconhecer as próprias conquistas faz um bem danado!

Search

+