Saiba como cuidar da saúde gastrointestinal

Saiba como cuidar da saúde gastrointestinal

O intestino exerce um papel fundamental em nosso corpo. Afinal, por ele ocorre a absorção de nutrientes, água e sais minerais, além da eliminação de resíduos. É dividido entre intestino delgado e grosso, e anatomicamente, tem a forma de tubo. Pode alcançar entre 7 a 9 metros de comprimento.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer colorretal ou do intestino grosso é o terceiro que mais mata pessoas no mundo. Ocupa o 2º lugar entre os tipos de câncer mais frequentes em mulheres e o 3º em homens.

Saude gastrointestinal

Médica coordenadora do Centro de Endoscopia do Grupo Leforte, Adriana Costa Genzini reforça a importância dos exames preventivos. Certamente são a melhor forma de detectar uma lesão de modo precoce.

A grande maioria dos tipos de câncer de intestino grosso se desenvolve a partir de pólipos intestinais do tipo adenomatosos. Estes podem ser facilmente diagnosticados e removidos ainda na fase pré-maligna. O procedimento ocorre durante uma colonoscopia”, explica a médica.

 

Fatores e prevenção

Alguns fatores já conhecidos levam ao aparecimento de câncer no intestino e muitos estão relacionados à hábitos de vida. Por exemplo, obesidade, sedentarismo, tabagismo, alimentação rica em gordura animal, além de alimentos processados e com conservantes.

Adriana explica também que o câncer colorretal cresce, na maioria das vezes, sem que a pessoa tenha qualquer sintoma.  Nesse sentido, o diagnóstico precoce é a melhor e mais eficiente alternativa de evitar a doença.

E quando se fala em evitar do câncer colorretal, o Ministério da Saúde preconiza a realização de alguns exames. Homens e mulheres, mesmo que sem apresentar sinais característicos, devem fazer colonoscopia preventiva a partir dos 50 anos. Entretanto, quem tem histórico familiar de câncer de intestino, o protocolo indica começar antes. O ideal é passar pelo exame 10 anos antes da idade do familiar acometido pela doença. Assim, se o parente teve câncer aos 40 anos, a prevenção deve iniciar aos 30 anos. De forma similar, a regra serve nos casos de antecedente familiar de lesões adenomatosas.

 

Leia também: Síndrome do Intestino Irritável.

Você conhece o Centro de Tratamento de Obesidade e Diabetes do Grupo Leforte.

 

Equipamentos e técnicas endoscópicas de alta performance

As inovações tecnológicas têm sido grandes aliadas para a saúde digestiva. O Centro de Endoscopia do Grupo Leforte, por exemplo, conta com equipamentos de colonoscopia dos mais sofisticados do mercado. O diferencial está não apenas na imagem em altíssima resolução, como também na magnificação (imagem aumentada que revela detalhes). E a cromoscopia eletrônica é outro diferencial. Trata-se do uso de cores que reagem com a hemoglobina do sangue, contribuindo para identificação de áreas de vascularização irregular e suspeita.

Portanto, operar o equipamento exige preparo e conhecimento. A equipe médica do Centro de Endoscopia dos Hospitais do Grupo Leforte preza por esse cuidado. Dessa forma, é composta por especialistas e titulares da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva que passaram por capacitação. Possuem treinamento nas técnicas de caracterização de lesões e também de ressecção das mesmas, não só das mais simples, como polipectomias e mucosectomias, mas também de técnicas modernas e minimamente invasivas, como dissecção endoscópica submucosa ou ESD.

O importante é garantir a remoção completa, com margens livres da lesão e em monobloco (em um único pedaço), a fim de evitar recidivas ou o crescimento de uma nova lesão a partir de residuais”, diz Adriana.

Saude gastrointestinal

A tecnologia do aparelho permite identificar e caracterizar a lesão com grande precisão.

“Antes era preciso fazer a biópsia e aguardar o resultado, para então planejar a melhor forma de ressecção. Hoje, com novas tecnologias e equipes tecnicamente treinadas na caracterização de lesões, o processo mudou. É possível distinguir apenas pela imagem endoscópica se a lesão é benigna, adenomatosa ou já maligna, bem como determinar se a mesma invade de forma maciça ou não as camadas mais profundas da parede do intestino. Ou seja, no momento do exame é possível uma tomada de decisão. Se necessário, a ressecção endoscópica curativa ocorre de forma imediata. Tudo é realizado sem dor e, na maioria dos casos, sem necessidade de internação. Isso representa qualidade de vida e recuperação mais segura”, enfatiza a médica.

 

Grupo Leforte

O Grupo Leforte, especialmente a unidade Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade, oferece exames e tratamentos com os recursos mais sofisticados, tanto para diagnósticos em adultos como em crianças. A clínica fica bem próxima do Hospital Liberdade.

Saude gastrointestinal

Hoje, temos equipamentos endoscópicos de alta performance disponíveis. Oferecem dados com altíssima precisão, com cromoscopia eletrônica e magnificação de imagem acoplados. Os recursos aumentam consideravelmente a acuracidade diagnóstica.

Essa tecnologia permite tanto a detecção como o tratamento curativo, e de forma endoscópica, de lesões muito pequenas.

Importante lembrar que a orientação para uma vida saudável em qualquer fase é a adoção de bons hábitos. Prática de atividades físicas, ingestão de dois litros de água por dia (em média), alimentação rica em fibras (consumo de legumes, verdura e frutas), sono de qualidade, momentos de lazer são as recomendações. E claro, abandonar hábitos que prejudicam a saúde, como tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, estresse e má alimentação.

 

Continue lendo: tudo sobre alimentação saudável no Guia de Alimentação.

Marque sua consulta no melhor Centro de Endoscopia e Colonoscopia.

Search

+