alimentação correta para bebês

Alimentação correta para bebês

A introdução alimentar dos bebês é um dos assuntos que mais geram dúvidas.

Por Marisa Diniz


O leite materno continua sendo necessário, deve ser o único alimento nos primeiros seis meses de vida do bebê, época em que a criança come a cada 3 ou 4 horas. A alimentação complementar só deve começar a partir do sexto mês. Gradativamente, inicia-se a introdução de frutas, legumes e carnes. Somente nesta fase de desenvolvimento a criança está pronta para receber novos alimentos, e vale também para bebês alimentados com fórmula. Isto porque antes dos seis meses os bebês têm menor produção de enzimas digestivas, imaturidade do sistema renal e mucosa intestinal permeável, o que pode desencadear alergias alimentares.

É necessário que o sistema digestivo do bebê esteja suficientemente maduro para digerir certos alimentos sólidos, pois antes desta fase não conseguirá absorver nutrientes fundamentais para o crescimento saudável.

A alimentação complementar deve começar quando o bebê já conseguir ficar sentado, sustentar bem a cabecinha, o tronco e, principalmente, não ter mais o reflexo de esticar a língua para fora, rejeitando o alimento. E como durante a amamentação existe uma relação de muito afeto entre a criança e a mãe, os primeiros dias da alimentação complementar devem ser, de preferência, no colo da mãe ou do cuidador. O cadeirão representa um ambiente estranho e é importante dar segurança ao bebê nessa mudança alimentar.

Nunca oferecer açúcar antes dos 2 anos e produtos industrializados (bolacha de maizena, biscoito de polvilho, petit suisse…). São produtos que atrapalham muito a aceitação de novos alimentos.

Primeiros passos nessa transição

A introdução alimentar exige calma e paciência, pois é comum o bebe querer mamar em vez de comer a fruta ou a papa salgada. Nos primeiros meses, os alimentos devem ser amassados com um garfo; com nove ou dez meses, poderão ser cortados em pedaços miúdos. Ao completar um ano de idade, já é possível oferecer no formato que a família está acostumada. Ideal também é não misturar tudo, mas oferecer em porções separadas no prato.

O recomendado é que seja um prato bem colorido, observando as cores dos alimentos. Veja as características nutricionais de cada grupo de cores:

Verdes – alimentos ricos em fibras e magnésio, importante para o funcionamento do intestino e calcificação dos ossos. Aqueles de tons mais escuros também são ótimas fontes de ferro e vitamina A e fortalecem a visão. Exemplos: brócolis, couve, alface, espinafre.

Brancos – importantes na formação muscular e óssea, na regulação dos batimentos cardíacos, na formação do sistema nervoso, além de associados à produção de energia. Grandes fontes de cálcio e potássio. Exemplos: leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, banana.

Marrons e pretos – relacionados principalmente ao vigor e à memória. Deles vêm as vitaminas do completo B, as proteínas de origem vegetal e as fibras. Exemplos: feijão, lentilha, grãos e leguminosas em geral.

Vermelhos – vitaminas do complexo B, ferro e zinco indispensável para o crescimento do coração do bebê e seu desenvolvimento cognitivo, fortalecem olhos e pele. Exemplos: proteínas de origem animal (carnes), tomate, morango, melancia, goiaba.

Amarelos e laranjas – fontes de aminoácidos e ricos em betacarotenos, esses alimentos são imprescindíveis para a pele, beneficiam a visão e fortalecem o sistema imunológico. Exemplos: cenoura, mandioquinha, mamão, laranja, milho, abóbora.

Importante também a inclusão de ovos, a partir do sexto mês, tanto a clara como a gema. Leite e frutas cítricas (acerola, laranja, limão e manga) excelentes fontes de vitamina C que atuam no sistema imunológico.

Lembrando ainda que a qualidade da alimentação oferecida à criança nos primeiros 2 anos será a programação metabólica para toda sua vida e que a falta ou excesso de alguns nutrientes poderá gerar muitos problemas , inclusive no seu rendimento escolar.

 

 


Leia mais:

Obesidade infantil: quando procurar ajuda?

O cuidado integral com as crianças

Search

+