Tratamento da Obesidade e Diabetes

   

Tratamento da Obesidade e Diabetes

O Leforte possui um completo e avançado Centro de Tratamento da Obesidade e Diabetes. Contamos com uma equipe multidisciplinar composta por médicos endocrinologistas, cirurgiões bariátricos, cirurgiões gerais, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e cardiologistas, preparada para atender o paciente de forma global, profissional e individualizada, seguindo protocolos internacionais e oferecendo o melhor tratamento para cada caso.

Obesidade

A obesidade é uma doença caracterizada, basicamente, pelo excesso de gordura corpórea acarretada pela alta ingestão e pouco gasto de calorias. Está associada a questões genéticas, hormonais e comportamentais, gerando complicações como hipertensão, refluxo, apneia do sono, diabetes mellitus, problemas articulares etc.

Atualmente, a obesidade deve ser considerada uma doença crônica, que afeta grande parte da população mundial. No Brasil está se tornando endêmica, atingindo em torno de 30 milhões de pessoas.

Para classificar a obesidade é usado o Índice de Massa Corpórea (IMC), que é calculado dividindo o peso (kg) pela altura (metros) ao quadrado. É considerado sobrepeso o valor de 25 a 30; obesidade grau I de 30 a 35; obesidade grau II de 35 a 40; e obesidade grau III ou mórbida acima de 40.

Como a doença é causada por vários fatores, deve ser tratada por uma equipe completa e abrangente. O tratamento parte da correção comportamental, adequando a alimentação e estilo de vida. Em seguida, podem ser usados medicamentos para melhores resultados. Quando um resultado satisfatório não é atingido mediante as indicações médicas é possível recorrer a outros métodos, sendo os principais o Balão Intragástrico e as Cirurgias Bariátricas.

  • Balão Intragástrico: sua colocação é um procedimento e não uma cirurgia. Um balão de silicone preenchido com soro e um corante azul (azul de metileno), com aproximadamente 600ml, ocupa o fundo gástrico, restringindo a quantidade ingerida pelo paciente e levando a uma perda efetiva de peso. O balão deve ser colocado em ambiente hospitalar e retirado também por endoscopia seis meses após sua colocação.
  • Cirurgias Bariátricas: Gastroplastia ou Cirurgia Bariátrica são nomes genéricos para diversas técnicas realizadas. São muitas as cirurgias, mas as mais realizadas atualmente são o By-Pass Gástrico, que altera o tamanho do estômago a partir de grampeamentos e faz um “atalho” no intestino, diminuindo a quantidade de alimento ingerido; e a Gastrectomia Vertical, conhecida pela palavra em inglês “Sleeve Gastrectomy“. Nesta técnica somente o tamanho do estômago é alterado, sem mexer no intestino. Todas as técnicas são realizadas por videolaparoscopia através de pequenos furos na pele, resultando em menor agressão ao corpo e melhor recuperação e benefício estético.

Diabetes

O diabetes caracteriza-se basicamente pelo mau funcionamento do hormônio insulina, que ajuda a utilização dos açúcares pelo corpo, levando assim a um aumento do nível de açúcar no sangue (glicemia aumentada).

O diabetes mellitus pode ser classificada como:

  • Diabetes tipo 1;
  • Diabetes tipo 2;
  • Diabetes Gestacional;
  • Pré-Diabetes.

O diabetes geralmente se apresenta por alguns sintomas iniciais:

  • Urinar excessivamente;
  • Sede excessiva;
  • Aumento do apetite;
  • Perda de peso;
  • Cansaço;
  • Vista embaçada ou turvação visual;
  • Infecções frequentes (de pele e urinária).

O diabetes atinge o corpo sistemicamente, podendo prejudicar muitos órgãos, principalmente os do sistema circulatório, os rins, os olhos, o coração e causar complicações como retinopatia diabética, pé diabético, infarto do miocárdio, insuficiência renal, etc.

O tratamento é baseado em melhora do estilo de vida, através da regularização da dieta e exercícios, assim como uso de medicamentos e acompanhamento multidisciplinar. Atualmente é uma doença que quando bem tratada e acompanhada por uma equipe especializada leva a um importante controle e até à cura, dependendo do caso.

O que é IMC?

IMC é uma sigla utilizada para o Índice de Massa Corporal, medida utilizada para medir a obesidade.

O sobrepeso e a obesidade, indicados pelo IMC, são fatores de risco para doenças como a hipertensão arterial, a doença arterial coronariana e o diabetes melittus, além de outras patologias consideradas de alto risco.