Cuide da saúde do seu Rim


rim

 

O Rim é o filtro do nosso corpo. Mas o que eles fazem exatamente?

Os rins eliminam o excesso de líquido do corpo e substâncias tóxicas, como uréia, amônia e ácido úrico. Além disso, são responsáveis pelo equilíbrio de sódio, potássio, magnésio, fósforo, bicarbonato, entre outros. Eles ajudam a controlar a pressão arterial e na manutenção do pH sanguíneo. Os rins participam também da produção de hormônios como a vitamina D e a eritropoetina, a qual ajuda na produção de hemoglobina.

Os rins recebem sangue das artérias renais, ramos da aorta que vêm diretamente do coração. Depois de circular pelo grande número de vasos existentes nesses órgãos, o sangue sai, livre das toxinas, pelas veias renais rumo ao coração, e a urina desce pelos ureteres até cair na bexiga.

Por tudo isso, você pode concluir que os rins são fundamentais para nossa saúde. Mas você sabe como cuidar deles?
Os principais fatores de risco para a doença renal são hipertensão arterial, diabetes, nefrites, cálculos renais e infecções urinárias de repetição. Obesidade, fumo e abuso de medicamentos como anti-inflamatórios também podem prejudicar a função renal.

O mais importante é manter um estilo de vida saudável, pois a prevenção da doença renal não difere da de outras tantas patologias:

  • Pratique exercícios físicos regularmente
  • Evite o excesso de sal e gorduras
  • Controle o peso corporal
  • Controle a pressão arterial
  • Controle o colesterol e a glicose
  • Não fume
  • Não abuse de bebida alcoólica
  • Evite o abuso de anti-inflamatórios
  • Cuide com atenção dos quadros de desidratação
  • Consulte regularmente seu médico
  • Não faça uso de medicamentos sem prescrição médica
  • Realize, uma vez por ano, exames laboratoriais para avaliar a saúde dos rins: dosagem de creatinina no sangue e análise de urina

Idosos, pessoas com doença cardiovascular e com história de doença renal na família têm também maior risco de desenvolver doença renal e devem estar sempre com seus exames preventivos em dia. Segundo o Nefrologista do Hospital Leforte Dr. Farid Samaan:

“Cerca de 80% dos pacientes que iniciam diálise no Brasil nunca consultaram um nefrologista para fazer prevenção. Infelizmente, a doença renal é totalmente silenciosa em suas fases iniciais e por causa disso muitos pacientes perdem a oportunidade do diagnóstico e tratamento precoces.”

Considerando que os exames preventivos são simples e de baixo custo, a população e muitos profissionais de saúde desconhecem a importância do rastreamento de doenças renais nos pacientes de risco.

No Hospital Leforte há toda a linha de cuidado ao paciente com doença renal. No atendimento ambulatorial, diversas especialidades médicas e a equipe de nutrição participam ativamente junto com o nefrologista para o diagnóstico e tratamento da doença renal em suas fases iniciais. Conseguimos fazer uma investigação completa do paciente visando evitar a progressão da doença renal crônica. No nível hospitalar, sob a coordenação do Dr. Paulo Sérgio Luconi, o hospital conta com os serviços de hemodiálise e diálise peritoneal e um programa de transplante renal que tem mais de 20 anos. Ainda de acordo com Dr. Farid Samaan, “estamos trabalhando muito em protocolos de prevenção de insuficiência renal aguda“.

Converse com seu médico a respeito da saúde dos seus rins. Para cada caso ou história familiar, ele dará o encaminhamento mais adequado.
 

 

Leia mais:

Transplantes sem Fronteiras: Leforte é referência em transplantes de Rim e Pâncreas

Alta tecnologia em videoconferência

Mulheres Cirurgiãs

Search

+