Adaptação Escolar

Confira dicas do pediatra do Hospital Leforte, Dr. Fábio Bedoni.

Com o clima de férias, viagens e dias em casa com os pais, a criança acaba perdendo os hábitos da rotina escolar. Se ela nunca foi à escola ainda, esse momento se torna ainda mais difícil. O primeiro dia na escola é delicado para toda a família, mas para a criança pode parecer traumático. Para ajudar com essa questão, o médico reponsável pelo serviço de Pediatria do Hospital Leforte, Dr. Fábio Bedoni, listou algumas dicas que os pais podem utilizar para facilitar a adaptação escolar da criança.

 

Por que algumas crianças têm tanta dificuldade para aceitar o início das aulas, principalmente aquelas que estão indo à escola pela primeira vez, e o que os pais podem fazer para facilitar a adaptação da criança neste período?

Imagine. De um dia para o outro a criança se vê sozinha, em meio a pessoas que ela nunca viu antes, conhecendo regras que nunca existiram e sendo obrigada a conviver em um lugar totalmente estranho para ela. É difícil. Uma boa tática é conversar com a criança e explicar exatamente o que está acontecendo. Diga que ela está crescendo e precisa conhecer novos amigos e que irá aprender coisas novas todos os dias.  Os pais também podem levar a criança para comprar os materiais escolares, assim ela ficará ansiosa para usá-los em seu primeiro dia.  Já no caso dos bebês podemos dizer que a adaptação chega a ser mais fácil, até os 9 meses. A criança sentirá falta da presença da mãe e de sensações, como cheiros familiares, por exemplo. Para isso, os pais podem mandar itens pessoais da criança, como cobertores e brinquedos de pelúcia.  Algumas escolas permitem que os pais levem os filhos por um período pequeno, que vai aumentando ao longo dos dias. Isso é importante, pois não há impacto.

 

Existe uma idade ideal para inserir a criança na escola?

Sim. O ideal é após os dois anos de idade, quando a convivência com outras crianças se torna estimulante. Além disso, nesta idade, a criança já tem um sistema imunológico mais forte e fica menos vulnerável a infecções e viroses.

 

Quando a criança vai da pré-escola para o ensino fundamental também se depara com grandes mudanças, seja na estética da escola ou no modelo das aulas, que passa a ser diferente. Existe alguma forma de ajudá-la para que essa adaptação não seja traumática?

Sim. Essa fase é delicada, pois, muitas vezes, há mudança no ambiente, nos coleguinhas, nos professores, enfim. É importante que os pais expliquem que a criança está crescendo e que aprenderá coisas novas e conhecerá novas pessoas, mas ainda assim poderá manter contato com os outros amigos e professores. Os pais também devem ficar atentos a mudanças de comportamento na criança. É um momento de medo e insegurança, principalmente se a criança precisar conviver com outras mais velhas e maiores que ela.

 

O que se deve levar em consideração na hora de escolher a escola dos filhos?

Primeiramente, os pais devem observar a estrutura física da escola. Se é um ambiente limpo, arejado e seguro. Também é importante estudar o projeto pedagógico da escola, buscar referências e avaliar como são divididos os períodos de alimentação das crianças.

 

É normal sentir culpa por deixar o filho na escola?

Sim. É normal, principalmente quando se trata de um bebê, mas, se a escola selecionada for de confiança, não há com o que se preocupar.

Search

+